Deprecated: mysql_connect(): The mysql extension is deprecated and will be removed in the future: use mysqli or PDO instead in /home/composo/public_html/encontro2012/admin/includes/database.class.php on line 111
Encontro Compós 2012 - UFJF


Deprecated: Function split() is deprecated in /home/composo/public_html/encontro2012/admin/includes/functions.php on line 14
Professores lançam livros durante evento - 14/06/2012


 


O coordenador do Programa de Pós Graduação da Universidade Metodista de São Paulo, Laan Mendes de Barros, aproveitou o lançamento de livros na Compós 2012 para divulgar “Discursos Midiáticos: representações e apropriações culturais”, do qual é organizador. A obra, que segundo Laan é “coesa e articulada”, trata-se de um conjunto de reflexões do grupo de pesquisa CoMMuniCult – Cultura nas Mídias e Mediações Culturais. Os autores dos trabalhos, em sua maioria mestrandos e doutorandos orientados por Laan, relatam apropriações concretas de representações culturais . O organizador ressalta ainda que, apesar de serem singulares, as pesquisas guardam uma forte unidade entre si. Apesar de já ter sido lançado oficialmente em um seminário na Universidade Metodista de São Paulo, o livro foi trazido para a Compós devido à amplitude do evento. “Preferimos divulgá-lo em um evento acadêmico, e a Compós é um fórum amplo que, portanto, não poderia ser deixado de lado”, conclui Laan, que é autor de um capítulo do livro da Compós 2012 sobre Estudos da Recepção.

Quem também marcou presença na feira literária da Compós 2012 foi Vera França, integrante do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Minas Gerais. Coordenadora do Grupo de Pesquisa em Imagem e Sociabilidade (GRIS), ela organizou, em parceria com Laura Correa, o livro “Mídia, instituições e valores”. Segundo Vera, a obra resulta de dois colóquios realizados pelo GRIS/UFMG, que contou com a colaboração de parceiros nacionais e estrangeiros. “Os trabalhos que constituem o livro mostram como os produtos midiáticos traduzem valores e instituições da sociedade”, afirma Vera.

Eneus Trindade, lançou hoje o livro "Propaganda, identidade e discurso: brasilidades midiáticas." A obra retrata a questão da representação da identidade brasileira na publicidade, através de cruzamento teórico. Segundo o autor, o livro é uma reedição de sua tese de doutorado.

Falar ao telefone, ler um jornal, ouvir rádio (nacional ou internacional)... algumas funções desempenhadas por uma mesma mídia. Algo bem familiar do século XXI. O livro "Mídias digitais: extensões comunicativas, expansões humanas" traz discussões sobre a leitura feita das comunicações digitais e a alteração que provocam na produção de conteúdo. A obra foi lançada pelo professor Sebastião Squirra da Universidade Metodista de São Paulo. O livro é o resultado de papers e trabalhos submetidos na Conferência Brasileira de Comunicação e Tecnologias Digitais, realizada pelo grupo de pesquisa em Comunicação e Tecnologias Digitais (Comtec). Squirra comentou que “nos dias de hoje, há uma necessidade na ampliação de conhecimento sobre o uso das tecnologias pelos estudantes e profissionais da área”.


O professor francês François Jost também foi um dos autores a lançar livros na Compós. "Do que as séries americanas são sintoma?" investiga o sucesso das séries norte-americanas na televisão francesa. "Lie to me", "24 horas", "Cold Case" e "The mentalist" são algumas das séries comentadas na obra. Jost acredita que o sucesso das séries se deve ao fato “de o telespectador buscar uma familiaridade com o programa”. Esta relação é tão estreita que faz o telespectador ficar de “luto” quando uma série acaba. Bem diferente do cinema, onde o “mundo” é apresentado de forma mais distante.


O livro "Comunicação e política: capital Social, reconhecimento e deliberação pública" é uma coletânea de trabalhos de diversos autores que foi unida pelas professoras Heloíza Matos e Ângela Marques. O projeto busca refletir, discutir e analisar a relação comunicação e política. O livro é dividido em três partes, a primeira parte diz respeito à teoria do reconhecimento. No livro, é possível ler diferentes contribuições de pesquisadores de várias instituições. A segunda parte trata da deliberação pública. Segundo a autora Heloíza Matos, a ausência de reconhecimento tem sido um impedimento para a representação física e a construção da cidadania. A terceira parte fala sobre o capital social em várias áreas do conhecimento. Heloíza afirma que o diferencial do livro está em introduzir a teoria do reconhecimento na área de comunicação e política e ampliar a discussão.Segundo ela :“O livro também busca dar continuidade e um maior aprofundamento sobre o conceito do capital social.” Heloíza ainda diz que os autores tiveram uma preocupação:”Na hora de reunir os trabalhos, tentamos tornar o livro palatável para ser lido por qualquer pessoa, de qualquer área do saber," afirma.

"Cariocas do brejo entrando no ar" é o nome do livro de Flávio Lins e Cristina Brandão, da Faculdade de Comunicação da Universidade Federal de Juiz de Fora. Cristina relata que o livro faz uma relação entre a televisão e o rádio, nas décadas de 1940 a 1960, na construção da realidade de Juiz de Fora, principalmente pela influência cultural do Rio de Janeiro. Essa relação acentuou-se quando os meios eletrônicos de comunicação chegaram em ambas as cidades. Flávio conclui que esses dois meios de comunicação fortaleceram ainda mais os laços entre as duas cidades, que sempre foram muito próximas pela questão geográfica. Por isso é que o juizforano sempre foi um "carioca do brejo". "O livro contém entrevistas com profissionais pioneiros nas áreas, além de investigação documental, resgatando a memória da formação dessa identidade", completa.


Por Luiza Bravo, Gabriela Cabral, Angélica Simeão, Priscila Thevenet e Natalie Mauad


Alunas do 7° período de Comunicação



Voltar